Bugatti Veyron Grand Sport LOr Blanc 2011

comentar

Com a parceria entre a Bugatti e a Königliche Porzellan-Manufatur Berlim (KPM), o renomado fabricante enfatiza a habilidade em criar peças de arte automotiva. O Buggati Veyron Grand “L’Or Blanc”, comemora sua estréia mundial, com uma cerimônia de inauguração exclusiva em 30 de junho de 2011 nas oficinas KPM, em Berlim. Esta versão original de um Bugatti Veyron Grand Sport é o carro do mundo primeiro motor a usar os mais finos de porcelana em seu corpo, bem como em sua cabine. Ela cativa com um design exterior abstrato.

Os acenos oficial de segurança, a porta se abre. Em meio a pura paredes brancas luzes brilhantes iluminam um Bugatti Grand Sport que é colocado no centro da sala espaçosa. Nós entramos no mundo oculto do Design Studio Bugatti. A equipe volta Chefe de Design da Bugatti Achim Anscheidt trabalha em uma atmosfera calma e focada como eles andam em torno de seu mais recente objeto de desejo. Várias vezes eles param, dê um passo à esquerda e à direita, pois eles dobram para baixo e para cima novamente, olhando intensamente para o Grand Sport a partir de ângulos diferentes. Eles analisam os reflexos da luz sobre o corpo do carro antes de recuar para um momento para obter uma impressão geral de seu trabalho. Finas linhas de fluxo de azul sobre o branco brilhante exterior dos mais rápidos conversíveis no mundo. Parece que visitar o ateliê de um artista pop-art americana.


A criação tem o nome “L’Or Blanc.” Ele representa um automóvel que redefine a arte de design. Se você olhar para ele através dos olhos de um designer, você vai reconhecer que é o reflexo das luzes do estúdio sobre o corpo que atrai seu interesse. Posicionada abaixo de uma luz especial, o carro está definido em um ambiente ideal que fornece uma excelente imagem das reflexões. A luz do estúdio se reflete nas bordas invisível entre as formas do corpo do Grand Sport. Em várias fases de cada linha de reflexão é traduzido por designers Bugatti é sobre o corpo do carro que foi pré-pintada em um tom vibrante branco. Eles usam uma fita de precisão feita de tecido mole japoneses que podem ser facilmente arrancadas à mão. Adere perfeitamente ao contendo enxofre plasticina. Esticando-as até certo ponto, essas fitas são “alinhados” em pedaços de até cinco metros de comprimento em todo o exterior do carro.
Se a linha não satisfaz plenamente a intenção dos designers, eles colocam uma fita de correção acima da linha original. Este processo é repetido até a linha final tem o direito de tensão e caráter. Entre as etapas de styling, a equipe olha para o carro de uma distância para avaliar a relação das faixas para os espaços em branco. Esta é também a melhor maneira de garantir que o fluxo de linhas de um lado do corpo através do telhado e da parte traseira para o lado oposto. Até mesmo as menores imperfeições estão sendo revistos minuciosamente, como o objectivo final é atingir a perfeição inigualável. Finalmente, as linhas se estendem por todo o Bugatti perfeitamente com a forma de uma grade de reflexos de luz. Ao longo de várias semanas, a equipe de designers desenvolver a composição final de curvas dinâmicas e linhas delicadas que correm sobre a peça automotiva de arte como as serpentinas do Stelvio Pass italiano.

“O ‘L’Or Blanc’ é uma prova da capacidade dos artesãos em ambas as marcas. A estrutura distinta das linhas não apenas refletir a pintura manual elaborado em porcelana, mas também o processo de modelagem em design automotivo”, diz Achim Anscheidt.


Na próxima etapa, os especialistas da pintura Bugatti dedicar-se à conclusão ainda mais da obra-prima. Ao longo de três semanas, cada milímetro das linhas marcadas estão sendo preenchidos por mão com a característica cor azul. Além disso, todo o corpo recebe cinco camadas de verniz incolor. A variação de gradiente e poderosa das duas cores é gerada porque a equipe usou uma combinação de fitas com larguras diferentes. Enquanto as linhas azuis dominar os espaços em branco na parte inferior do conversível, a relação de cores inverte no caminho para o telhado para que o branco intenso aparece ainda mais forte. Doze elementos, feito de melhor porcelana na base Berlin manufactory, completa a abordagem estética do Desporto especiais Grand.

Vamos mudar o local e visitar as oficinas da Königliche Porzellan-Manufaktur no coração de Berlim. Seguindo uma tradição de cerca de 250 anos, neste local mais de 170 artesãos e especialistas em produzir itens preciosos, como expressão de hoje de arte em porcelana. Moldes de gesso feitos à mão são necessários para elaborar os elementos de porcelana única que aparecem no exterior e interior do Bugatti Veyron Grand Sport “L’Or Blanc”, e com uma enorme atenção ao detalhe, cada molde é criado e otimizado em diversas -semana de processo no departamento de pesquisa e desenvolvimento. A equipe tem que correr uma série de testes dedicado com a matéria-prima para verificar o impacto da retração natural de cerca de 16 por cento durante a queima e secagem. Finalmente, os elementos de porcelana se encaixam perfeitamente aos componentes Bugatti.


“A porcelana é um dos mais fortes materiais, mas o grau de qualidade depende significativamente na excelência do processo de fabricação. Tínhamos que garantir que os inlays se encaixam perfeitamente para as tampas de enchimento, tem sido um desafio para nós exatamente para calcular o encolhimento do porcelana “, explica Thomas Wenzel, chefe de Design da KPM.

O Bugatti Veyron Grand Sport “L’Or Blanc” é primeiro automóvel do mundo a ser equipado com porcelana, ea equipe de desenvolvimento investido um grande esforço para garantir que cada item é capaz de realizar em cada situação de condução no carro mais poderoso do o mercado. Antes de sua aplicação para o carro, os elementos de porcelana foram extensivamente analisados em matéria de segurança automotiva e de qualidade para otimizar a proteger os passageiros em caso de acidente.


Como parte do design exterior, porcelana é usado para o inlays dos emblemas centro da roda, a tampa do depósito de combustível e da tampa de enchimento do óleo, bem como a assinatura “EB” emblema na traseira. Sua superfície brilhante branco combina com o acabamento brilhante brilhante da pintura, sugerindo que o carro seria revestido com uma camada fina de porcelana, também.

“No começo, parece ser uma idéia incomum para uso de porcelana em um carro, especialmente nas mais rápido conversível do mundo”, comenta Dr. Stefan Brungs, Diretor de Vendas e Marketing da Automobiles Bugatti. “Mas isso é o Bugatti representa: a realização de idéias excepcionais, enquanto se esforçando para o máximo em qualidade e estética que nos permite continuar a herança Ettore Bugatti, que ele mesmo gostava de experimentar com novos materiais.”.


Além dos inlays de porcelana assinado nas laterais da consola central, um dos melhores intarsia feitas de porcelana é fixada ao painel traseiro entre os assentos. Similar aos elementos de porcelana exterior este item traz o alívio do famoso elefante em uma posição em pé que foi criado pelo escultor Rembrandt Bugatti. Seu irmão Ettore tinha usado o projecto inicial para lançar a mascote do radiador para o Bugatti Royale. Este elefante é um sinônimo para a marca ainda hoje. Embutido no topo do console central, há um prato de porcelana fina com bordas terminou em uma lapidação de diamantes exclusivo – uma técnica que tem sido aplicado pela Porzellan-Manufaktur Königliche Berlim para a primeira vez. O prato preciosas podem ser removidos e é parte de um conjunto de piquenique que foi exclusivamente projetado por KPM para o carro Bugatti.

“O impulso para que a parceria veio do elefante conhecido Rembrandt Bugatti“, diz Jörg Woltmann, proprietário do Porzellan-Manufaktur Königliche Berlim (KPM) e aficionado carro. “No início, queríamos integrar a escultura em nossa gama de produtos, então nós pensamos sobre o potencial de um serviço completo e, finalmente, a síntese de idéias nos levaram a este Grand Sport em circulação.” Woltmann está entusiasmado com o “L’Or Blanc”. “Uma série de superlativos são associados com porcelana da Porzellan-Manufaktur Königliche Berlim:.. Um diz que tem as formas mais belas e decorações, tem o mais difícil de peso e o branco tom Agora, é também o mais rápido porcelana”


O Bugatti Veyron Grand Sport “L’Or Blanc”, apresentado em Berlim, é uma criação de um-de-um-tipo. No entanto, a parceria é suposto ser continuado, e designers Bugatti recebeu muita inspiração da pintura de porcelana oferece uma variedade de novas oportunidades para o design. O preço do Bugatti L’Or Blanc é de 1,65 milhões de euros.


Gostou desse post, vote:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem votos)
Loading...


Tags: , , , , , , , , , , ,



Compartilhe: Compartilhe Bugatti Veyron Grand Sport LOr Blanc 2011 no Delicious Compartilhe Bugatti Veyron Grand Sport LOr Blanc 2011 no digg Compartilhe Bugatti Veyron Grand Sport LOr Blanc 2011 no facebook Compartilhe Bugatti Veyron Grand Sport LOr Blanc 2011 no Google BookMarks Compartilhe Bugatti Veyron Grand Sport LOr Blanc 2011 no MySpace Compartilhe Bugatti Veyron Grand Sport LOr Blanc 2011 no twitter Compartilhe Bugatti Veyron Grand Sport LOr Blanc 2011 no Windows Live Compartilhe Bugatti Veyron Grand Sport LOr Blanc 2011 no  UEBA  
Notícias Automotivas 2 de setembro de 2011

4 comentários para Bugatti Veyron Grand Sport LOr Blanc 2011

  1. kaka disse:

    Wllington vc sabe quantos CV tem esse carro?

    • Wellington disse:

      Se não estou enganado são 1000cv, tem até um “cavalometro” no painel.. hehehe

      – Motor, central, W16, 64 válvulas, quadriturbo, o Bugatti Veyron é o super esportivo da Bugatti e conhecido por alcançar 437,16 km/h

  2. kaka disse:

    e vc sabe se ele vai chegar aki no brasil?
    quantos +ou-?

    • Wellington disse:

      Kaka, esse modelo LO’r Blanc é série especial.. dificilmente virá para o Brasil, mas já tem Bugatti Veyron no Brasil, inclusive tem um Branco que fica numa loja alí na Av. Eurpa, no Jardins, em São Paulo – SP. Ouvi falar que pode chegar a custar R$ 9.000.000,00 (nove milhões de reais), exclusivissimo!

Envie um comentário